ÚLTIMAS NOTÍCIAS

As surpresas dessas três primeiras rodadas da Champions League

Por: Marcelo Noia

Ajax e Chelsea fizeram um jogo bastante parelho em Amsterdam (Foto: GettyImages)

Após as três primeiras rodadas da maior competição de clubes do mundo, assim como ocorre em quase todas as edições, já podemos listar algumas das principais surpresas do torneio. Dentre elas, estão o jovem time do Chelsea, a ofensiva equipe do Red Bull Salzburg e o renovado Ajax, que tiveram desempenhos positivos e deixaram uma boa impressão inicial.

Punidos pela FIFA e sem poder contratar nenhum atleta até a janela de junho de 2020, os Blues passam por uma grande reformulação. Com a saída do técnico Maurício Sarri e da estrela Eden Hazard, o time de londrino apostou em Frank Lampard para comandar a reestruturação do clube. 

Além disso, o ídolo do Chelsea também possui a função de auxiliar a transição dos jovens atletas que foram integrados no elenco. Dentre eles, Mason Mount, Callum Hudson-Odoi, Tammy Abraham, Pulisic e Tomori, são alguns dos exemplos de peças promissoras que possuem papéis fundamentais no elenco. Para se ter ideia, dos 25 gols marcados pela equipe, na Premier League, 18 saíram dos pés de jogadores com menos de 23 anos.

Na Champions League, a expectativa era de uma campanha bastante irregular, entretanto, a boa fase do time, que figura na quarta colocação da Premier League, também seguiu na competição continental. Após o tropeço na primeira rodada, quando perdeu diversos gols contra o Valência, os Blues bateram o Lille e o Ajax, atuando como visitante. Em ambos confrontos, os gols que garantiram os resultados saíram após os 30 minutos da etapa final.

No Mestalla, o Ajax passeou contra o Valência e contou com gol de Promes, uma das novidades da equipe na temporada (Foto: Reprodução/ Jornal Marca)

Com a mesma pontuação do time inglês na competição, o Ajax também vem fazendo uma grande temporada. Além de liderar a Eredivisie com 32 pontos dos 36 possíveis, na Champions, os holandeses golearam o Lille e o Valência, por 3x0, e perderam somente para a equipe de Frank Lampard - a única derrota na temporada.

Outro fator que assemelha a situação do clube de Amsterdam com o Chelsea é vista no elenco. Os Godenzonen perderam peças fundamentais como o experiente Schöne, além dos excelentes De Jong e De Ligt, mas vão mantendo o alto nível de atuações com um elenco marcado pela mescla de atletas promissores e experientes.

Comandados por Erik ten Hag, a eterna equipe de Johan Cruyff segue como um time bastante jovem e que pratica o famigerado futebol total - um sistema de constante troca de posições, sem se desorganizar no campo. O clube de Amsterdam já marcou 39 gols em 12 partidas no torneio nacional, além de ter balançado as redes seis vezes em somente três confrontos na competição europeia. Além disso, a média de idade do time que entrou em campo contra o Chelsea foi de apenas 24,8 anos.


Com apenas 18 anos, Erling Haland é uma das sensações da edição 19/20 da Champions League (Foto: Markus Berger/ Red Bull Content Pool)

Por fim, a ofensiva e inexperiente equipe do Red Bull Salzburg também merece destaque. Depois de 13 temporadas sendo eliminado nas fases preliminares, incluindo sete consecutivas até o ano passado, o clube da empresa Red Bull conseguiu alcançar a fase de grupos da Champions. No complicado grupo com Liverpool e Napoli, o time austríaco venceu o Genk e perdeu para os outros dois concorrentes da chave. 

Em contrapartida, a relevância do Salzburg pode ser entendida pela maneira de jogar. Sem temer ou mudar a sua filosofia de jogo, o técnico Jesse Marsch encarou os Reds e os Partenopei de igual para igual, sendo derrotado apenas no detalhe. Em ambas partidas,  o gol que confirmou 

Contra os ingleses, em Anfield, o Red Bull chegou a estar perdendo por 3x0, empatou a partida, mas não teve forças para segurar os atuais campeões, sofrendo o revés por 4x3. Já contra os italianos, em casa, o Bullen ficou em desvantagem por duas vezes e novamente conseguiu empatar, mas, assim como na rodada anterior, não manteve o resultado e foi derrotado por 3x2.

Contudo, ainda é fundamental alertar sobre a verdadeira montanha-russa vista nos jogos da equipe. Valente e inconstante, o jovem time do Salzburg, que entrou em campo contra o Napoli com um time de idade média de 24,6 anos, até possui a excelente marca de 3.67 gols marcados por jogo, porém, contrasta com a péssima média de três gols sofridos por jogo, no campeonato europeu. 

Por fim, o centroavante Erling Haland também merece uma menção. Além de marcar nove gols em uma partida da Copa do Mundo Sub-20, quando a Noruega goleou Honduras, o norueguês se tornou o primeiro jogador a marcar um hat-trick no primeiro tempo de sua estreia pela competição. Posteriormente, o jovem de 19 anos ainda fez um gol em Anfield e ainda marcou mais duas vezes contra o Napoli - atualmente é, de forma isolada, o artilheiro da Champions. Olho nele!

Nenhum comentário