ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Larry Bird: o rei do trash-talk

Por João Dannemann




Larry Bird era selvagem. Não estamos falando como jogador, essa fama todos conhecem. Mas, o eterno 33 do Boston Celtics, era tão bom na arte do trash-talking quanto na arte de jogar basquetebol. Isso foi apenas mais uma parcela da sua lenda na liga. Por nenhuma outra razão além da nossa e da sua diversão, resolvemos rankear os dez melhores momentos de trash-talk de Larry Bird. Confira:


  • 10: feliz Natal!
Antes de um jogo no dia de Natal contra o Boston Celtics, Chuck Person - que tinha o apelido de 'Caçador', na época - disse que ia "caçar pássaros" (fazendo clara alusão ao sobrenome de Bird). Quando Larry soube do comentário de Person, ele disse que tinha um presente para o falastrão ala dos Pacers e que não demoraria muito para entregar. Após arremessar uma bola de três pontos bem em frente a Person no banco do Indiana, Bird se virou para ele enquanto a bola ainda estava no meio da trajetória e gritou "merry f*cking Christmas" ('feliz p*rra de Natal', numa tradução não exata), ao passo que a bola entrava na cesta atrás dele.

  • 9: uma bola de neve no inferno
Novamente contra os Pacers. Desta vez, Indiana cometeu o erro grave de pôr o novato George McCloud para marcar Bird durante uma noite na temporada de 1989-90. Bird prontamente se virou para o banco dos Pacers e desferiu: "eu sei que vocês estão desesperados, mas vocês não conseguem encontrar alguém que pelo menos faça uma oração?".

  • 8: qual é o recorde de pontuação daqui?
Sempre que Bird jogava fora de casa, ele tinha a mania de perguntar às pessoas qual era o recorde de pontuação da arena adversária, para que ele pudesse quebra-lo. Algumas vezes ele até perguntava para seus oponentes, que, quando questionavam o porque da pergunta, Bird respondia: "bom, é você quem vai me marcar, não é?!".

  • 7: Bird conta para Xavier McDaniels exatamente como vai humilha-lo 
A desavença ardente de Xavier McDaniels contra Michael Jordan foi muito bem documentada, mas o X-Man teve uma particularmente memorável com Bird também. E não terminou tão bem para ele. "Eu vou pegar a bola exatamente aqui e vou arremessar bem na sua cara", Bird disse a ele. Logo após, ele recebeu a bola, foi exatamente para o lugar que havia apontado e acertou o arremesso sob a marcação de McDaniels. "Droga! Eu não queria deixar dois segundos no relógio", gritou Bird enquanto voltava para a defesa.

  • 6: Bird contra-ataca o trash-talk de Reggie Miller

Nem todo mundo tinha a coragem de desafiar Bird, mas Reggie Miller certamente tinha. Quando Miller tentou entrar na mente de Larry, enquanto ele estava na linha de lance-livre, a lenda dos Celtics olhou para ele e disse: "novato, eu sou o melhor arremessador dessa liga, p*rra! Da liga inteira, entendeu? E você está aqui tentando me falar alguma m*rda?".

  • 5: o dia que Bird virou dono do banco dos Mavericks inteiro
Numa noite em Dallas, Bird disse ao banco dos Mavericks exatamente como ele iria pontuar na jogada seguinte. "Estão prestando atenção?", disse Bird, "eu vou parar bem aqui. Eu não vou me mover. Eles vão me passar a bola e o próximo som que vocês ouvirão vai ser o da bola tocando nas redes." Justamente na jogada seguinte, Bird seguiu com sua palavra e piscou para o banco do Dallas depois, só para deixar claro.

  • 4: Bird destrói Craig Hodges
Quando o armador do Chicago Bulls, Craig Hodges, ganhou o campeonato de arremessos de tês pontos da NBA, em 1990, um repórter perguntou a ele se haveria um asterisco ao lado da sua vitória, porque Larry Bird (tricampeão do torneio) não havia participado. Hodges respondeu dizendo: "ele sabe onde me encontrar." Esse comentário foi passado a Bird por outro repórter e o astro respondeu: "sei! No final do banco dos Bulls!".

  • 3: quem vai ser o segundo?

Quando Bird chegou ao Chicago Stadium, em 1988, para defender os seus dois títulos seguidos de melhor arremessador de três pontos da liga, ele olhou ao redor do vestiário e perguntou: "então, quem vai ser o segundo?". Naturalmente, Bird defendeu o seu trash-talk e ganhou o terceiro título consecutivo (vestindo uma jaqueta de aquecimento).

  • 2: Bird atormenta Dennis Rodman
Até Dennis Rodman, um dos melhores defensores de todos os tempos, não era imune a uma clássica queimada de Larry Bird. Ainda no início da sua carreira, quando estava nos Pistons, Rodman estava defendendo Bird quando o craque fez quatro cestas seguidas. Então, Bird começou a gritar para Chuck Daly, técnico de Rodman: "quem está me defendendo, Chuck? Tem alguém me defendendo? É melhor você pôr alguém pra me marcar, senão eu vou fazer 60 pontos!". Até em momentos que Rodman estava louco em cima do craque dos Celtics, tentando impedir que o passe chegasse a ele, Bird gritava: "eu estou livre! Rápido, antes que eles percebam que não tem ninguém me marcando!".

  • 1: do colo do treinador

Bird estava no auge do modo 'eu não ligo' quando os Celtics viajaram para jogar contra os Hawks no final da temporada 1984-85. Ele despejou um recorde pessoal e de franquia de 60 pontos e, incrivelmente, essa não é a história que ficou na cabeça dos jogadores que estavam em quadra naquela noite. Muito menos o fato de que Bird havia disputado uma corrida beneficente de oito quilômetros dois dias antes da partida. Ainda dizem que ele estava de ressaca no jogo, de acordo com Oral History do site boston.com (Bird nega).

O momento mais memorável aconteceu quando Bird, já bastante quente a esse ponto, cruzou a quadra e disse "do colo do treinador: quem quer?". Com isso, ele quis dizer que iria acertar um longo (e digo longo mesmo) arremesso de três na cara de algum pobre coitado. O resto da história é melhor contada por Doc Rivers.

"Eu não tenho certeza de quem foi, mas acho que Rickey Brown, quem correu atrás dele", Rivers contou ao boston.com. "Ele arremessou em um arco enorme, a bola caiu e Rickey trombou com ele - e acidentalmente o derrubou no colo do nosso treinador. Então foi exatamente o que ele disse. Foi um acidente, mas parecia o destino". Foi uma jogada tão absurda que as câmeras flagraram Cliff Levingston e Eddie Johnson, jogadores dos Hawks, freneticamente levantando e comemorando no banco de reservas do Atlanta. 

Isso é Larry Bird.






Nenhum comentário