ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Quatro jogos reiniciam a Série A do Campeonato Brasileiro

Por: Marcelo Noia
Em 2018, o Grêmio bateu o Vasco por 2x1, no Sul (Foto: RODRIGO ZIEBELL/FRAMEPHOTO / Estadão)

Quatro jogos reiniciam o Brasileirão após a pausa para a Copa América. Às 17h (de Brasília), o Fortaleza recebe o Avaí, no Castelão, de forma simultânea ao confronto entre Grêmio e Vasco, na Arena do Grêmio. Duas horas depois, às 19h, além de Bahia e Santos, em Pituaçu, São Paulo e Palmeiras prometem um grande clássico no Morumbi. 

Na região sul, gremistas e vascaínos buscam uma afirmação na Série A. Após um péssimo início, com direito a cinco duelos sem triunfos, os comandados de Renato Gaúcho ganharam três das últimas quatro partidas na competição e encerraram o primeiro semestre de forma mais aliviada. De forma parecida, o clube alvinegro manteve uma sequência de sete confrontos sem triunfos e venceu somente nas duas últimas rodadas, atuando em São Januário. 

Com 11 pontos, o Tricolor Gaúcho ocupa a 11ª colocação e possui dois pontos a mais que o time da Cruz de Malta, que figura com nove. As duas campanhas irregulares trouxeram um ponto de curiosidade para o duelo: tanto o Grêmio, quanto o Vasco, marcaram em sete dos nove jogos disputados. A diferença entre os clubes é vista no sistema defensivo, onde os cariocas foram vazados em oito partidas diferentes, enquanto os gaúchos sofreram tentos em cinco confrontos. 

Ao mesmo tempo, no Ceará, um encontro de Leões - o do Pici contra o da Ilha. O time comandado por Rogério Ceni almeja encerrar a inconsistência na competição e busca sua segunda vitória seguida no Brasileirão, algo que a equipe ainda não conseguiu nessa edição. Já o clube da Ressacada, passa por situação pior e tentará vencer a primeira partida no Campeonato Brasileiro - dentre os 20 participantes, só os catarinenses ainda não triunfaram.

Para o encontro, uma das principais metas do Tricolor do Pici é finalizar o péssimo retrospecto defensivo e aumentar a produção ofensiva, já que sofreu gols em todas as partidas e marcou somente em quatro. Em situação similar, o Leão da Ilha também só balançou as redes em quatro jogos e foi vazado em sete dos nove duelos disputados.

No Allianz Parque, pela semifinal do Paulistão, Tiago Volpi foi decisivo ao defender o pênalti de Zé Rafael (Foto: Ricardo Moreira/ Estadão Conteúdo)

No jogo das 19h, no Morumbi, São Paulo e Palmeiras farão o quarto Choque-Rei de 2019. Em março, pela fase de grupos do Paulistão, os alviverdes venceram por 1x0, no Pacaembu, mas pelas semifinais, foram eliminados nos pênaltis, depois de dois empates sem gols. 

Pelo retrospecto geral, os comandados de Felipão possuem uma sequência de sete confrontos de invencibilidade - a última vitória dos são-paulinos ocorreu em 2017. Contudo, uma das esperanças do São Paulo é pelo histórico contra o Palmeiras, no Morumbi: os visitantes só venceram uma vez nos últimos 16 anos, em clássicos disputados no estádio.

Pelo Brasileirão, o momento das equipes contrasta: com 14 pontos, o time tricolor não vence há cinco partidas, enquanto os palmeirenses ainda não perderam e lideram o campeonato com 25 pontos. Na competição, o Palmeiras foi vazado em somente dois confrontos e marcou em todos os outros. Já o São Paulo, balançou as redes em seis duelos diferentes, mas sofreu em outros cinco.

Nenhum comentário