ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Brasil vence a Argentina e vai à final da Copa América

 Por Aloysio Petitinga Neto

Jogadores, titulares e reservas, festejam o segundo gol do Brasil. Foto: Antonio Lacerda

No palco do 7x1, a Seleção mostrou eficiência, segurou a Argentina e venceu por 2x0, pela semifinal da Copa América. A primeira entre os dois times. Se por parte do Brasil o jejum caiu, Gabriel Jesus voltou a marcar pelo Brasil, o que não fazia desde as eliminatórias para a Copa de 2018, por parte da Argentina o jejum de Messi se mantém. A seleção Albiceleste não conquista um título, com o time profissional, desde 1993: quando se sagrou campeã da Copa América, batendo o México na final.

O Brasil espera por Chile e Peru, que fazem o outro confronto da semifinal nesta quarta-feira (3), em Porto Alegre, para decidir a competição no Maracanã, domingo (7), às 17h. É a primeira vez que o técnico Tite chega a uma final com a seleção e também a primeira vez que vai ao Maracanã sobre o comando da Seleção Canarinho. O Brasil tenta seu nono título da competição, enquanto a Argentina disputa o terceiro lugar no sábado, às 16h, na Arena Corinthians.

Preocupação fica por conta de Marquinhos, zagueiro que vinha formando uma ótima dupla de zaga com Thiago Silva, dupla essa que não foi vazada até então na Copa América. O zagueiro de 25 anos, saiu lesionado aos 64 minutos de jogo.
 
Estatísticas

E é nesse ponto que a eficiência brasileira ficou clara, o Brasil teve apenas 4 chutes x 14 da Argentina, porém, acertou 3 dos 4 chutes no gol, enquanto a Albiceleste acertou apenas 2. A posse de bola é ligeiramente maior da equipe visitante, que quase todo o jogo teve que correr atrás do resultado, já que a seleção Canarinho abriu o placar com 19' de partida. 51% de posse contra 49%, contudo, foi o Brasil quem trocou mais passes, 420 contra 419. Basicamente um empate nesses critérios.

Ficha Técnica

Brasil: Alisson; Daniel Alves, Marquinhos (Miranda), Thiago Silva e Alex Sandro; Arthur e Casemiro; Gabriel Jesus -1x- (Allan), Everton (William) e Firmino -1x-. 

Argentina: Armani; Foyth, Pezzella, Otamendi e Tagliafico (Dybala); Paredes, Acuña (Di Maria) e De Paul (Lo Celso) ; Messi, Lautaro Martínez e Agüero. 

Estádio: Mineirão

Arbitragem: Roddy Zambrano apita o jogo, auxiliado por Christian Lescano e Byron Romero, todos do Equador. Leodan Gonzalez, do Uruguai, será o responsável pelo VAR.

* Nenhum dos atletas pendurados, do Brasil, tomou o segundo cartão amarelo

Nenhum comentário