ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Vitória é goleado pelo Oeste e encerra de forma melancólica o primeiro semestre

Por:Marcelo Noia

A expressão de Capa reflete toda a angústia sofrida pelos torcedores rubro-negros (Foto: Roberto Vazquez / Futura Press / Estadão Conteúdo)

Na noite desta terça-feira (11), o Oeste venceu o Vitória por 3x0, na Arena Barueri. Os gols do Rubrão foram marcados por Bruno Gonçalves, Roberto César, além do gol contra do zagueiro Zé Ivaldo. A equipe paulista encerrou o jejum de cinco partidas sem triunfos e afundou o Leão da Barra ainda mais, que acumula seis confrontos sem somar três pontos.

O time de Renan Freitas chegou aos 11 pontos e permanecerá até o retorno da Copa América na oitava colocação. Por outro lado, os comandados de Osmar Loss terão que amargar a última posição da competição até o retorno do torneio continental - com os três gols somados em Barueri, o Rubro-Negro baiano chegou aos 19 sofridos e tem a média de, aproximadamente, 2,4 gols sofridos por jogo.

O jogo

Fora de qualquer projeção, o Oeste abriu placar com um gol contra de Zé Ivaldo, tendo apenas 30 segundos de bola rolando. Roberto levantou a bola na área e Bruno Lopes completou para o meio, entretanto, ao tentar cortar a cabeçada, Zé Ivaldo furou e mandou contra a própria rede.

Com a mudança instantânea no marcador, os mandantes se aproveitaram do impacto inicial sofrido pelo Vitória e pressionaram no começo do confronto. Posteriormente, os visitantes equilibraram as ações e passaram a sair para o jogo, principalmente com o recém-contratado Wesley. Contudo, em alguns momentos, o ponta exagerou nas individualidades e terminou perdendo a bola.

No geral, além do gol contra no início, poucas foram as oportunidades para ambos os lados. Sem poder de criação, os dois times abusaram dos lançamentos e assustaram apenas com finalizações de fora da área. Aos 29', o Rubrão ainda teve um gol mal anulado pelo árbitro: Bruno Paraíba bateu na entrada da área, bola desviou em Bruno Lopes e tirou qualquer chance de defesa de Ronaldo, porém foi assinalado um impedimento inexistente de Bruno Lopes.

Já no retorno do intervalo, a equipe baiana voltou melhor e assustando, mas a curta reação teve curta duração: aos sete minutos Ruan Levine pediu substituição e Nickson entrou em campo. A saída de Levine fez com que Loss optasse por colocar Wesley na direita e inibiu a movimentação do atleta. Com a mudança de posicionamento, a principal característica de Wesley, cortar da esquerda para o meio, foi anulada e o Oeste subiu de produção.

segundo tento paulista saiu aos 28', com Bruno Gonçalves. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Lídio, que rolou para AlysonO lateral invadiu a área e tocou para trás e o atacante só empurrou para o gol. Depois do sofrer o segundo gol, o Leão caiu ainda mais de produção e se perdeu totalmente em campo.

Posteriormente, apenas os mandantes seguiram criando. Roberto e Bruno Gonçalves desperdiçaram boas oportunidades, antes de Roberto dar números finais ao confronto. Aos 49', o Rubrão recuperou a bola ainda na defesa do Vitória e Elvis achou Roberto livre pela esquerda. O atacante dominou e fuzilou as redes de Ronaldo, fechando o melancólico primeiro semestre do Leão da Barra.

Melhores momentos




Estatísticas

Oeste x Vitória
Posse de bola: 43% x 57%
Finalizações (certas): 10 (8) x 12 (6)
Passes (errados): 253 (44) x 325 (50)
Cruzamentos (certos): 20 (3) x 12 (12)
Lançamentos (certos): 18 (14) x 12 (11)


Escalações

Oeste: Glauco; Cicinho (38'/ 2T; Alison), Maracás, Kanu e Alyson; Lídio, Thiaguinho e Elvis; Roberto, Bruno Lopes (40'/ 2T; Bonilha) e Bruno Paraíba (24'/ 2T; Bruno Gonçalves); Técnico: Renan Freitas

Vitória: Ronaldo; Van, Zé Ivaldo, Everton Sena e Capa; Marciel, Gabriel Bispo e Ruy (36'/ 2T; Felipe Gedoz) Wesley, Ruan Levine (7'/ 2T; Nickson) e Anselmo Ramon (21'/ 2T; Neto Baiano); Técnico: Osmar Loss

Ficha Técnica

Oeste x Vitória

Local: Arena Barueri, Barueri (SP)
Data: 11 de junho de 2019
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Eduardo Tomáz de Aquino Valadão (GO)
Assistentes: Edson Antônio de Sousa (GO) e Tiago Gomes da Silva (GO)

Nenhum comentário