ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Uruguai e Japão empatam em jogo eletrizante pelo Grupo C

Por João Dannemann

Jogadores do Japão celebrando muito o segundo gol de Miyoshi na partida contra o Uruguai. (Foto: Lance!).

Na noite desta quinta-feira (20), Uruguai e Japão se enfrentaram na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, em jogo válido pela segunda rodada do Grupo C da Copa América. A partida foi muito boa, com ambas as equipes buscando o gol a todo momento e terminou empatada, em 2 a 2. Com isso, os japoneses arrancam seu primeiro ponto na competição, enquanto os uruguaios chegam a quatro pontos e lideram o grupo.

O jogo já começou quente. Logo aos 50 segundos de jogo, Luís Suárez quase marcou um gol antológico, do meio do campo, mas a bola raspou o travessão do goleiro Kawashima. O Japão respondeu rapidamente e mostrou que os uruguaios não teriam vida fácil. Aos dois minutos, Shinji Okazaki, jogador do Leicester City, chegou perto de abrir o placar para os asiáticos. A partida continuava lá e cá, parecia que cada ação ofensiva de um time tinha uma resposta adversária quase imediata.

Até que, aos 24 minutos, Koji Miyoshi fez bela jogada pela direita, cortou Diego Laxalt e bateu alto, de pé direito, abrindo o placar para a seleção japonesa. Mas, como já vinha ocorrendo, a ação teve uma reação quase que imediata. Aos 28, Cavani recebeu na área e desabou após choque com Ueda. O árbitro checou o VAR e marcou pênalti para os uruguaios, mesmo com muita reclamação por parte do Japão. Luís Suárez, que não tinha nada a ver com isso, bateu bem e empatou a partida. O jogo continuou pegado. Aos 35, Cavani carimbou a trave japonesa e ainda teve mais duas boas chances depois, mas sem sucesso.

José Maria Giménez, uruguaio, vibrando intensamente com seu gol na partida, o do segundo empate uruguaio. (Foto: Reuters).

As equipes voltaram com o mesmo ímpeto ofensivo no segundo tempo. Édinson Cavani parecia insatisfeito por não ter balançado as redes. Aos nove da segunda etapa, ele perdeu chance incrível, cara a cara com Kawashima, que foi bem no lance. No ataque seguinte, dos japoneses, Muslera espalmou um cruzamento para o meio da área e Miyoshi fez o segundo do Japão, o segundo dele na partida. Nove minutos depois, em escanteio cobrado por Nicolás Lodeiro, o zagueiro Giménez, do Atlético de Madrid, empatou de cabeça para os uruguaios.

Após o quarto gol da partida, os times esfriaram um pouco e a chance mais clara foi do Uruguai, quando Suárez cabeceou forte no travessão japonês. Porém, o jogo se encerrou em 2 a 2, dando um ponto para cada time. O Uruguai vai mais confortável para a última rodada, quando enfrenta o Chile, na segunda-feira (24), às 20h (de Brasília), no Maracanã, Rio de Janeiro. Já os japoneses buscarão sua primeira vitória na competição, atrás da classificação para as quartas-de-final, contra o Equador, também na segunda (24), às 20h (de Brasília), porém no Mineirão, em Belo Horizonte.

Nenhum comentário