ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Raptors vencem jogo quatro e ficam a um passo do seu primeiro título de NBA

Por João Dannemann

Serge Ibaka (centro), do Toronto Raptors, celebrando muito no duelo contra os Warriors, ao lado de Pascal Siakam (direita). À esquerda, Shaun Livingston, do Golden State Warriors. (Foto: USA Today).

Ontem (7/6), o Golden State Warriors recebeu o Toronto Raptors, na Oracle Arena, em Oakland, para o jogo quatro da série de Finais da NBA. Mais uma vez, a franquia visitante levou a melhor, venceu por 105 a 92, abriu três a um na série melhor de sete jogos e agora está a apenas uma vitória de conquistar seu primeiro título da liga, em 24 anos de franquia.

O jogo começou totalmente favorável ao time da casa. Desde o início, os Warriors mostraram que não seria fácil para os Raptors vencerem mais uma na Califórnia. O Golden State tomou a frente nos primeiros minutos de partida e liderou até o intervalo. Porém, os "Reis do Terceiro Quarto", foram surpreendidos por um terceiro período sem defeitos da equipe visitante.

Kawhi Leonard, estrela do Toronto Raptors, realizando um arremesso sob a marcação de Draymond Green (Warriors). (Foto: Getty Images).

No primeiro minuto após o intervalo, o Toronto Raptors tomou a liderança da partida pela primeira vez e não perdeu mais. Fizeram incríveis 37 a 21 no terceiro quarto e, no último, controlaram a vantagem de forma magistral. Fechando a partida com belos 13 pontos de vantagem, para ficarem a um jogo de vencerem as Finais da NBA de 2019, impedindo o Golden State Warriors de conquistar seu terceiro título consecutivo.

Mais uma vez, a atuação coletiva e defensiva dos Raptors beirou a perfeição. A equipe foi muito bem no balanço em quadra. Destaque mais que merecido a Kawhi Leonard, que fez 36 pontos (17 no terceiro quarto), com cinco bolas de três convertidas, 12 rebotes e quatro roubos de bola. Esse foi o décimo quarto jogo de Kawhi com 30 pontos ou mais nesses playoffs, o sexto jogador na história da liga a atingir tal marca em um mesmo ano, depois de Michael Jordan (duas vezes), Kobe Bryant (duas vezes), Hakeem Olajuwon, Allen Iverson e LeBron James.

Serge Ibaka foi novamente muito importante para a equipe de Toronto, vindo do banco. O espanhol fez 20 pontos, pegou quatro rebotes e deu dois tocos no jogo. Pascal Siakam adicionou 19 pontos e Kyle Lowry fez 10, com sete assistências. Fred VanVleet fez oito pontos, mas teve que sair no início do último quarto, após sofrer uma cotovelada não intencional de Shaun Livingston. O armador levou seis pontos abaixo do olho e perdeu parte de um dos seus dentes, que ficou pela quadra da Oracle Arena.

Foto do armador Fred VanVleet (Raptors) após a partida. Após cotovelada, ele levou seis pontos abaixo do olho direito e perdeu parte do dente da frente. (Foto: USA Today).

Pelo lado dos Warriors, mais uma boa atuação de Stephen Curry, com 27 pontos e seis assistências. A equipe ainda contou com a boa volta de Klay Thompson, após ficar de fora do jogo três por um incômodo na coxa, que fez 28 pontos. Draymond Green chegou perto de mais um triplo-duplo, com 10 pontos, 12 assistências e nove rebotes. Kevin Durant ainda não voltou e os Warriors não divulgaram nenhuma previsão para o retorno do astro. Uma grande surpresa no jogo de ontem foi a volta de Kevon Looney. O pivô sofreu uma lesão na clavícula e não voltaria a jogar nessa temporada, mas se recuperou antes do esperado e entrou em quadra, fazendo 10 pontos.

Com a liderança em três a um na série, os Raptors podem se tornar campeões da NBA pela primeira vez já na próxima partida, em casa. O jogo cinco acontece na Scotiabank Arena, em Toronto, na segunda-feira (10), às 22h (de Brasília). Os Warriors agora partem em busca de algo só feito uma vez na história: virar uma série de Finais que está três a um. A única equipe que conseguiu foi o Cleveland Cavaliers, de LeBron James, Kyrie Irving e Kevin Love, em 2015-16, contra o próprio Golden State Warriors.

Nenhum comentário