ÚLTIMAS NOTÍCIAS

"Olha o que ele fez", 20 anos depois, Brasil e Venezuela se enfrentam na Copa América

 Por Aloysio Petitinga Neto

Brasil e Venezuela voltam a se enfrentar na Copa América após 20 anos. Foto: CBF

Hoje se inicia a segunda rodada da fase de grupos da competição, além do jogo da Seleção Brasileira, que entra em campo às 21:30 na Arena Fonte Nova, no Maracanã, às 18:30, Bolívia x Peru se enfrentam também pelo Grupo A. 

Na estreia, a Seleção deixou a desejar no primeiro tempo da partida contra a Bolívia, saiu vaiado da primeira etapa e com o placar zerado. Contudo, a vitória por 3x0 trouxe um fato inusitado: foi a primeira vez, dentro dos 4 torneios (Copa das confederações (2013); Copa do Mundo (2014); Olimpíadas (2016) e  Copa América (2019)) sediados em casa nos últimos 7 anos, que a equipe venceu sem fazer gols no primeiro tempo.

O treinador da Seleção Brasileira, falou sobre as expectativas de como a torcida vai se comportar e falou da última vez que o Brasil jogou a Copa América em Salvador e do fato histórico que ocorreu.

- Como ser humano, sempre criamos expectativa positiva, mas temos que estar preparados se não acontecer. A Bahia tem uma história muito bonita em relação de apoio e às vezes fica brava porque não convocou  Charles (ex-atacante do Bahia que havia acabado de ser campeão brasileiro com o tricolor e ficou fora da Copa de 1989, o que causou vaias e até ovada da torcida em Renato Gaúcho). É humano - disse Tite.

"Olha o que ele fez"

Ronaldinho fazia sua estreia pela Seleção. Foto: Reprodução/hojeemdia.com.br

Há 20 anos atrás essa frase se eternizava na voz de Galvão Bueno. O jogo era Brasil x Venezuela na Copa América do Paraguai e marcou a estreia e o cartão de visitas de Ronaldinho Gaúcho para o mundo. Dia 30 de julho de 1999 marcou também a estreia do Brasil no torneio. A goleada por 7x0 com gols de Ronaldo, Amoroso (2x), Emerson e Rivaldo, além do Gaúcho, é pouco lembrada na história, já que um menino de 19 anos, franzino, que já jogava muito com a camisa do Grêmio se apresentou para o mundo.

Após a partida o atleta só pôde ser entrevistado no hotel em que a Seleção Brasileira estava hospedada. O jogador foi sorteado para o exame antidoping e por isso demorou a ser liberado.

Depois de ser questionado se a atuação contra a Venezuela abriria caminho para ser titular da Seleção ele desconversou.
- Eu estou muito feliz de estar aqui. O grupo é muito bom. Estou ao lado dos maiores jogadores do mundo, então quem decide quem vai jogar ou não é o professor.

O técnico era o Vanderlei Luxemburgo e juntos conquistaram a Copa América deste ano.

 

Brasil x Venezuela 

 Local: Arenta Fonte Nova (Salvador)

Data e Hora: Terça-feira (18), às 21:30 (Brasília)

Provável escalação do Brasil: Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Felipe Luís; Casemiro e Arthur; David Neres, Richarlison e Roberto Firmino.

Desfalques: Ederson (lesão na panturrilha)

Provável escalação da Venezuela: Fariñez; Rosales, Chancellor, Villanueva e Hernández; Moreno, Herrera, Rincón, Murillo e Saraviano (Soteldo); Rondón.

Arbitragem: Julio Bascuñan, auxiliado por Christian Scheimann e Claudio Ríos (todos do Chile).

VAR: Roberto Tobar (CHI), auxiliado por Fernando Rapallini (ARG) e Alexander Guzmán (COL) 
 


Local: Maracanã (Rio de Janeiro) 

Data e Hora: Terça-feira (18), às 18:30 (Brasília)

Provável escalação da Bolívia: Lampe; Diego Bejarano, Haquín, Jusino e Marvin Bejarano; Justiniano, Saucedo, Ramiro Vaca (Raúl Castro), Leonardo Vaca (Saavedra) e Chumacero; Marcelo Moreno.

Provável escalação do Peru: Gallese; Advíncula, Zambrano, Abram e Trauco; Tapia, Farfán e Christofer Gonzáles (Carillo); Cueva, Youtún e Guerrero. 

Arbitragem: Roddy Zambrano, auxiliado por Christian Lescano e Bryon Romero (Trio do Uruguai)

VAR: Esteban Ostojich (URU), auxiliado por Nicolás Gallo (COL) e Hernán Maidana (ARG)
 

Nenhum comentário