ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Maiores campeões, Estados Unidos fecham a primeira rodada da Copa do Mundo Feminina

Europeias tentam superar a campanha do primeiro mundial e chegar às quartas (Foto: Jornal O Tempo)

Nesta segunda (11), três jogos fecham a primeira rodada da competição. Pelo grupo E, a Nova Zelândia encara a Holanda, às 10h, e busca avançar da fase de grupos pela primeira vez em mundiais. Em quatro participações, nunca passou da primeira fase. Chega para essa Copa do Mundo com o título da Oceania e aposta em Ali Riley, jogadora do Chelsea (ING), para levar a equipe às oitavas.

Já as holandesas, atuais oitavas no ranking da FIFA, disputarão apenas o seu segundo mundial. A participação anterior foi em 2015 quando caíram nas oitavas de final. Apostam suas fichas em Lieke Mertens, jogadora do Barcelona (ESP), eleita a melhor jogadora da Europa em 2017, para liderar a equipe neste Mundial.

Goleira Endler é a principal jogadora chilena neste Mundial (Foto: Lance!)

Às 13h, é a vez do Chile entrar em campo para enfrentar a Suécia, pelo grupo F. A equipe sul-americana fará a sua estreia em Copas da categoria e contam com a experiência de Christiane Endler, goleira que defende o Paris Saint-Germain (FRA), clube do país onde está sendo disputado a Copa do Mundo.

As europeias, por sua vez, participaram de todos os mundiais disputados até aqui. Atuais nonas colocadas no ranking da FIFA, contam com o poder da artilheira Stima Blackstenius, atacante do Linkopings FC (SUE).

Americanas buscam o tetracampeonato (Foto: RTP)

E fechando os jogos do dia e também da primeira rodada, os maiores campeões da Copa do Mundo Feminina, os Estados Unidos entram em campo contra a Tailândia, às 16h, também pelo grupo F. As americanas que lideram o ranking de seleções da FIFA, são fortes candidatas ao título. Classificaram-se com o título da Copa da América do Norte, Caribe e Central em 2018. Contam com a experiência de Jill Ellis, fora das quatro linhas, comandando a equipe desde 2015. E dentro de campo, da jogadora Julie Ertz, que atua no Chicago Red Stars, clube do próprio Estados Unidos.

Já a Tailândia, disputa o seu segundo Mundial da categoria após se classificar sendo a quarta colocada da Copa Asiática. O destaque da equipe fica por conta da atacante Kanjana Sungngoen. 

Nenhum comentário