ÚLTIMAS NOTÍCIAS

França x Coreia do Sul abrem a Copa do Mundo Feminina. Conheça os participantes

Grandes jogadoras desfilam seu futebol na Copa do Mundo Feminina (Foto: Lance!)

Nesta sexta (7), começa a edição de 2019 da Copa do Mundo Feminina, que está sendo disputada na França.  As anfitriãs fazem o jogo de abertura contra as asiáticas da Coreia do Sul, no estádio Parc des Princes (do Paris Saint-Germain). A competição possui um peso importante, principalmente aqui no Brasil, devido a transmissão em TV aberta, de forma inédita no país.

Escalações

FRANÇA: Bouhaddi; Torrent, Mbock, Renard e Majri; Henry, Bussaglia e Thiney; Cascarino, Le Sommer e Diani.

COREIA DO SUL: Kim; Kim, Hwang, Kim e Jang; Lee, Cho e Ji; Kang, Lee e Jung.

Confira a seguir um material especial sobre a competição, seu histórico e os participantes da edição atual.

Histórico da competição

Estados Unidos são os maiores vencedores (Foto: CBF)

Ano - País sede - Campeão

1991 - China - Estados Unidos
1995 - Suécia - Noruega
1999 - Estados Unidos - Estados Unidos
2003 - Estados Unidos - Alemanha
2007 - China - Alemanha
2011 - Alemanha - Japão
2015 - Canadá - Estados Unidos

Maiores artilheiras de todas as Copas

Atacante brasileira é a maior artilheira dos mundiais (Foto: El País)

Marta (Brasil) - 15 gols
Birgit Prinz (Alemanha) e Abby Wambach (Estados Unidos) - 14 gols
Michelle Akers (Estados Unidos) - 12 gols

Participação brasileira nas Copas
  • 1991 - Fase de grupos
Venceu o Japão na estreia (1x0), foi goleado pelos Estados Unidos (5x0) e na sequência perdeu para a Suécia (2x0). Marcou apenas um gol e sofreu sete.
  • 1995 - Fase de grupos
Venceu a Suécia na estreia (1x0), perdeu para o Japão (3x0) e foi goleado pela Alemanhã (6x1). Marcou três gols e sofreu nove.
  • 1999 - Terceiro lugar
Na fase de grupos, venceu o México (7x1), a Itália (2x0) e empatou com a Alemanha (3x3). Nas quartas venceu a Nigéria (4x3) e na semifinal perdeu para os Estados Unidos (2x0). Na disputa de terceiro lugar venceu a Noruega por 5x4 nos pênaltis, após empatar em 0x0 no tempo normal. Marcou dezesseis e sofreu nove gols.
  • 2003 - Quartas
Na fase de grupos venceu Coreia do Sul (3x0), Noruega (4x1) e empatou com a França (1x1). Nas quartas perdeu para a Suécia (2x1). Marcou nove e sofreu quatro gols.
  • 2007 - Vice campeã
Na fase de grupos venceu Nova Zelândia (5x0), China (4x0) e Dinamarca (1x0). Nas quartas venceu a Austrália (3x2), na semifinal venceu os Estados Unidos (4x0) e na final perdeu para a Alemanha (2x0). Marcou dezessete gols e sofreu quatro.
  • 2011 - Quartas
Na fase de grupos venceu a Austrália (1x0), Noruega (3x0) e Guiné Equatorial (3x0). Nas quartas perdeu para os Estados Unidos nos pênaltis (5x3), após empatar no tempo normal (2x2). Marcou nove gols e sofreu dois.
  • 2015 - Oitavas
Na primeira fase venceu Coreia do Sul (2x0), Espanha (1x0) e Costa Rica (1x0). Nas oitavas perdeu para a Austrália (1x). Marcou quatro e sofreu apenas um gol. Esta edição foi a primeira com 24 participantes.

Edição 2019 - Grupos e participantes

24 seleções vão em busca do título (Foto: Jornal Correio)

Grupo A
  • França - País sede desta edição, já participou de três mundiais e atualmente ocupa a 4ª posição do ranking da FIFA. Sua melhor campanha foi em 2003 quando chegou à semifinal. A equipe tem como principal jogadora, Amandine Henry, capitã da equipe e jogadora do Lyon, equipe francesa que conquistou este ano a Liga dos Campeões Feminina.
  • Coreia do Sul - A seleção asiática já participou de dois Mundiais, sendo as oitavas de final em 2003, a sua melhor campanha. Atualmente ocupa a 14ª posição no ranking da FIFA. O ponto forte da equipe está na defesa, a equipe não levou gols na Copa Asiática, onde garantiu vaga para o Mundial da França. A principal jogadora é Ji Soyun, meio campo do Chelsea (ING).
  • Noruega - Participou de todas as Copas e garantiu vaga para o Mundial, após ser líder do grupo 3 nas eliminatórias europeias. A principal jogadora é Maren Mjelde, que atual também no Chelsea (ING). Ocupa atualmente a 12ª posição do ranking da FIFA.
  • Nigéria - A seleção africana que ocupa a 38ª posição no ranking da FIFA, participou de todas as Copas e em 1991 alcançou a sua melhor campanha, ao chegar nas quartas de final. Classificou-se para o Mundial ao ser campeã da Copa Africana 2018. A principal jogadora é Asisat Oshoala, que atua no Barcelona. 
Grupo B
  • Alemanha - A seleção que participou de todas as edições do mundial, ocupa atualmente o 2º lugar no ranking da FIFA. Já conquistou a Copa do Mundo duas vezes, tem como principal jogadora Dzsenifer Marozsan, terceira colocada no prêmio de melhor jogadora do mundo em 2018. Atualmente joga no Lyon (FRA).
  • China - Atualmente ocupa o 16º lugar no ranking da FIFA e já participou de seis mundiais. Sua melhor campanha foi o vice campeonato em 1999, ao perder para a Noruega. A principal jogadora é Li Ying.
  • Espanha - Atualmente ocupa a posição 13ª no ranking da FIFA e disputará o seu segundo mundial. O técnico Jorge Vilda é responsável por uma mudança tática na seleção, desde 2015 promoveu uma renovação da equipe. As espanholas foram a primeira seleção a se classificar para este Mundial. Tem como principal jogadora Irene Paredes, que atua no Paris Saint Gemain (FRA).
  • África do Sul - Atual número 49º do ranking da FIFA, disputará o seu primeiro mundial. O destaque da equipe fica por conta de Janine Van Wyk, zagueira que atua no Houston Dash (EUA) e já possui 160 jogos pela seleção.
Grupo C
  • Austrália - Ocupa a 6ª posição no ranking da FIFA e tem com melhor participação as quartas de final em 1995. Foram vice campeãs da Copa da Ásia e tem como principal jogadora a atacante Sam Kerr.
  • Itália - Atuais 15º no ranking da FIFA, as italianas já disputaram dois mundiais e possuem como melhor desempenho, as quartas de final em 1991. Comandadas por Milena Bertolini há 15 anos, classificaram-se para o mundial com apenas uma derrota, para a Bélgica quando a classificação já estava assegurada. A principal jogadora é Barbara Bonansea.
  • Brasil - A seleção canarinho ocupa a 10ª posição no ranking da FIFA e vai em busca do seu primeiro título, tendo como melhor campanha a vice colocação em 2007. Classificou-se para o Mundial da França ao vencer a Copa América. Como destaques estão Marta, eleita seis vezes a melhor jogadora do mundo e maior artilheira dos mundiais, além dela, Formiga, única jogadora a participar de todos os mundiais.
  • Jamaica - Primeiro país caribenho a participar de um Mundial Feminino, garantiu vaga ao vencer o Panamá nos pênaltis e disputarão o seu primeiro mundial. Sua principal jogadora é Jody Brown, atacante.
Grupo D
  • Inglaterra - Terceira colocada no ranking da FIFA, acumula quatro mundiais e como melhor campanha o terceiro lugar conquistado em 2015. A equipe é comandada por Phil Neville, ex-jogador do Manchester United e tem como principal jogadora para este mundial, Fran Kirby, atacante do Chelse (ING).
  • Escócia - Atual número 20 no ranking da FIFA, fará a sua estreia em mundiais. Tem como técnica desde 2017, Shelley Kerr, primeira mulher a assumir um time masculino e como principal jogadora, a atacante Kim Little, que representou a Grã Bretanha nas Olimpíadas de 2012.
  • Argentina - Ocupando a 37ª posição no ranking da FIFA, acumula duas participações em mundiais e nas duas oportunidades não passou da fase de grupos. Sua principal jogadora é Estefania Banini, jogadora do Levante (ESP).
  • Japão - Sétimo colocado no ranking da FIFA, a seleção asiática participou de todos os mundiais e conquistou o título do torneiro em 2011. Atual campeã asiática, a equipe japonesa tem como principal jogadora Mana Iwabuchi.
Grupo E
  • Canadá - Atual quinto colocado no ranking da FIFA, participou de seis mundiais e possui como melhor campanha o quarto lugar em 1995. Possuem como principal jogadora, Christine Sinclair, atacante do Portland Thorns FC (EUA), que disputará o seu quinto mundial.
  • Camarões - 46º colocado no ranking da FIFA, participa do seu segundo mundial e possui como melhor resultado as oitavas de final em 2015. A principal jogadora é Gabrielle Onguene, do CSKA Moscow (RUS).
  • Nova Zelândia - Atualmente ocupa a 19ª posição no ranking da FIFA e acumula quatro mundiais, porém nunca passou da fase de grupos. Atual campeã da Oceania, possui como principal jogadora, Ali Riley, do Chelsea (ING).
  • Holanda - Disputará o seu segundo mundial apenas, atualmente ocupa a 8ª posição no ranking da FIFA. Em 2015, foi eliminada nas oitavas de final. Possui como destaque a atacante do Barcelona (ESP), Lieke Mertens, que foi eleita a melhor jogadora da Europa em 2017.
Grupo F
  • Estados Unidos - Líderes no ranking da FIFA e maiores campeãs, participaram de todos os mundiais até aqui e classificaram para o mundial da França ao ser campeãs da América do Norte, Caribe e Central em 2018. Comandadas por Jill Ellis, eleita a melhor treinadora mundial feminina em 2015, têm como principal jogadora Julie Ertz, que atua no Chicago Red Stars. 
  • Tailândia - 34ª posição no ranking da FIFA e um mundial disputado, confirmou sua vaga ao Mundial da França ao terminar em quarto lugar na Copa Asiática.. Tem como principal jogadora a atacante Kanjana Sungngoen.
  • Chile - Atual 39ª colocada no ranking da FIFA, a seleção sul-americana fará a sua estreia em mundiais, ao conquistarem o vice campeonato da Copa América em 2018. Tem como principal jogadora, a goleira Christiane Endler que defende o Paris Saint-Germain (FRA).
  • Suécia - Nona colocada no ranking da FIFA, participou de todos os sete mundiais. Sua principal jogadora para este mundial é Stima Blackstenius, atacante do Linkopings FC (SUE).
Dados: FIFA

Nenhum comentário