ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Copa do Mundo Feminina 2019: Primeira rodada dos grupos A e B definida

Finalizado o segundo dia da competição (Foto: Loja do Mascote)

Neste sábado (8), dando sequência à disputa da Copa do Mundo, sediada na França, entraram em campo as quatro seleções do grupo B, além das duas seleções do grupo A. Começando por ordem alfabética, pelo grupo A, ontem (7), a França havia realizado a abertura da competição frente à Coreia do Sul e aplicou uma goleada, 4x0. Hoje foi a vez da Noruega vencer a Nigéria por 3x0, às 16h, na cidade de Rennes.

Norueguesas buscam o bicampeonato (Foto: Vavel)

A seleção europeia venceu sem sustos e precisou de 20 minutos para garantir a vitória diante das africanas. Com um estilo de jogo mais bem montado, com posse e toque de bola apurados, a Noruega abriu o placar aos 17 minutos com Reiten, após bela jogada e passe de Hansen. Aos 34 minutos, Utland ampliou após passe de Reiten e três minutos depois, aos 37, Ohale, jogadora nigeriana, fez contra.

Na segunda etapa, a Nigéria conseguiu equilibrar as ações da partida, se fazer presente mais no campo de ataque, porém, esbarrou na superioridade técnica das europeias e não conseguiu balançar as redes da goleira norueguesa.

O confronto contra a Nigéria, tem lembranças agradáveis para a Noruega, pois no ano em que conquistou a Copa do Mundo, 1995, enfrentou a seleção africana e aplicou uma goleada, 8x0. 

As francesas, donas da casa lideram o grupo A após a primeira rodada, pelo saldo de gols. As norueguesas vêm logo atrás. Ambas as equipes têm três pontos.

Gwinn (15) marcou o gol da vitória alemã (Foto: Lance!)

Já pelo grupo B, pela manhã, às 10h, a equipe da Alemanha enfrentou a China e venceu por 1x0, gol da lateral Gwinn. As alemãs dominaram boa parte da partida, tendo a maior posse de bola durante o confronto, além de se fazer presente no ataque. Mas a China, apesar da inferioridade técnica conseguiu aplicar um sistema defensivo interessante, o que lhe permitiu em alguns lances armarem bons contra-ataques, chegando a acertar a trave alemã.

A vitória europeia foi conquistada aos 20 minutos do segundo. Após cobrança de escanteio, a zaga chinesa afastou mas a lateral, de apenas 19 anos, Gwinn acertou um belo chute no canto direito do gol chinês.

Europeias tiveram dificuldade, mas conseguiram vencer as africanas (Foto: Futebol na veia)

E finalizando o grupo B, às 13h, a Espanha bateu a África do Sul, de virada, por 3x1. A seleção africana conseguiu abrir o placar em contra-ataque eficiente, bastante veloz, aos 24 minutos da primeira etapa em um chute de Kgatlana no ângulo, sem chances para a goleira espanhola. No momento do gol, a Espanha chegou a ter 73% de posse de bola, contra apenas 27% das adversárias.

Porém, na segunda etapa, as espanholas foram mais eficientes e conseguiram virar a partida. O empate veio através de penalidade máxima apontada após a zagueira Van Wik colocar o braço à frente da bola. A jogadora Jennifer Hermoso cobrou e fez. A virada europeia também foi através de pênalti. A outra zagueira africana, Vilakasi, disputou uma jogada, de forma violenta, dentro da área e após consulta ao árbitro de vídeo (VAR), a árbitra da partida expulsou a africana. Hermoso outra vez foi para a cobrança e converteu. E coube à Lúcia García garantir a vitória espanhola fazendo o terceiro da equipe.

Espanha e Alemanha dividem a liderança do grupo A após a primeira rodada. Ambas as equipes têm 3 pontos, mas pelo saldo de gols, as espanholas estão na frente.

Nenhum comentário