ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Tyreke Evans é banido da NBA por violar a lei anti-drogas da liga

Ala do Indiana Pacers está desqualificado da NBA por tempo indeterminado, mas com possibilidade de reintegração em dois anos. (Foto: Getty Images).

Ontem (17/5), Tyreke Evans, ala do Indiana Pacers, foi desqualificado da NBA por violar a política anti-drogas da liga. Não foi divulgado qual substância o atleta usou para ser banido. Ele será afastado da NBA por tempo indeterminado, mas daqui a dois anos pode pedir uma revisão para ser reintegrado à liga, caso esteja sóbrio e comprove tratamento nesse período.
O Indiana Pacers se pronunciou firmemente sobre o caso, admitindo que não estimula os seus atletas a utilizarem substâncias proibidas, mas que dará o apoio necessário a Evans: "nós levamos estas questões a sério e vamos falar com Tyreke para oferecer nosso apoio", disse a franquia, em comunicado oficial sobre o caso.

Tyreke Evans tem 29 anos e já estava na NBA há dez temporadas. Ele foi draftado na quarta posição, em 2009, pelo Sacramento Kings, e foi eleito como melhor calouro da temporada 2009-10. Porém, após um bom início como profissional, a carreira dele não decolou como esperado e ele acabou se tornando apenas um reserva útil com o tempo. Após deixar os Kings, passou por Pelicans, voltou a Sacramento, foi para os Grizzlies, até chegar nos Pacers.

Chris Andersen é um dos casos de jogador que foi suspenso da NBA por drogas mas foi reintegrado. Na foto, comemora seu título da NBA, em 2013, com o Heat. (Foto: Getty Images).

Já aconteceram outros casos de punições como essa na NBA anteriormente. Na década de 90, Richard Dumas recebeu três punições por uso de substâncias indevidas, em 1991, 1993 e 1995. Após a instauração da política anti-drogas, O.J. Mayo foi punido em 2016 e nunca mais voltou para a liga. Outro caso famoso foi de Chris "Birdman" Andersen, suspenso em 2006, mas acabou sendo reintegrado em 2008 e vencendo um título da NBA, em 2013, com o Miami Heat.

Nenhum comentário