ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Siakam brilha e Raptors batem Warriors na primeira partida das Finais da NBA

Por João Dannemann

Pascal Siakam, dos Raptors, faz bandeja sendo observado por Draymond Green, dos Warriors. O camaronês foi o grande nome do jogo um das Finais, com 32 pontos. (Foto: SportsNet).

Nesta quinta-feira (30) começaram as Finais da NBA de 2019. O Toronto Raptors abriu um a zero, em casa, na Scotiabank Arena, contra o Golden State Warriors, vencendo por 118 a 109. Essa foi a primeira vez que os Warriors perderam o jogo um de Finais na história da franquia. Já os Raptors, estão jogando as Finais pela primeira vez em sua história.

A partida foi bastante equilibrada e nenhuma das duas equipes conseguiu abrir grandes vantagens no placar, porém os Raptors estiveram na frente durante quase todo o jogo, mantendo alguns pontos de distância, controlando o ritmo. O time da casa só perdeu o terceiro quarto da partida e por apenas três pontos de diferença, por isso conseguiu construir uma boa vantagem no placar no final do jogo.

Os Warriors conseguiram fazer um excelente sistema de marcação em cima de Kawhi Leonard, principal pontuador dos Raptors. Cada vez que o astro pegava na bola, sofria com uma marcação dupla quase impecável e, por isso, não brilhou tanto, fazendo 23 pontos na noite, mas com um aproveitamento muito abaixo do usual.

Foto que deixa clara a forte marcação dos Warriors em Kawhi Leonard, dos Raptors. Na imagem, ele está cercado por três defensores: Stephen Curry (esquerda), Kevon Looney (centro) e Andre Iguodala (direita). (Foto: USA Today).

Com isso, quem roubou os holofotes foi o camaronês Pascal Siakam. O ala-pivô de Toronto fez 32 pontos, com 14 bolas convertidas de 17 tentadas, além de oito rebotes, cinco assistências e dois tocos na noite. Marc Gasol também foi muito bem, com 20 pontos e sete rebotes, com 60% de aproveitamento nos arremessos de quadra. Outra peça importante, mais uma vez, foi Fred VanVleet que, vindo do banco, adicionou 15 pontos e duas assistências.

Pelos Warriors, uma boa noite do seu trio principal. Draymond Green fez um raro triplo-duplo perfeito, com 10 pontos, 10 rebotes e 10 assistências. Os Splash Brothers combinaram para 55 pontos, sendo 34 de Steph Curry e 21 de Klay Thompson, mas não foi o suficiente para superar o time da casa. Foi o sétimo jogo consecutivo de Curry com 30 pontos ou mais nesses playoffs, igualando o recorde da história da liga que pertence a Wilt Chamberlain e Rick Barry. Uma boa para os fãs dos Warriors foi a volta de DeMarcus Cousins, que jogou apenas oito minutos e fez três pontos, mas pareceu não sentir nenhum incômodo. Contudo, ainda não há previsão para o retorno de Kevin Durant.

Vale um destaque mais que especial para a torcida dos Raptors. Os fãs de Toronto estão abraçando a campanha histórica da franquia e lotaram a Scotiabank Arena ontem, fazendo barulho do início ao fim da partida. Além disso, milhares de fãs se concentraram no Jurassic Park (área externa da arena) para acompanhar o jogo em telões montados pela prefeitura da cidade. O rapper Drake, fã símbolo da equipe e embaixador global dos Raptors, estava mais uma vez na beira da quadra. Ele provocou muito os astros Stephen Curry e Draymond Green, principalmente. Além disso, Drake estava usando uma camisa de Dell Curry, pai de Steph, que jogou nos Raptors entre 1999 e 2002.

Drake, torcedor fanático dos Raptors, usando uma camisa autografada de Dell Curry, uma clara provocação a Stephen Curry, astro dos Warriors. (Foto: Bleacher Report).

Com a vitória no primeiro jogo, os Raptors agora estão em boa vantagem na série melhor de sete. O próximo jogo é novamente em Toronto, na Scotiabank Arena, no domingo (2/6), às 21h (de Brasília).

Nenhum comentário