ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Shaquille O'Neal: o highlander da NBA

Por João Dannemann

Shaquille O'Neal posando com um dos seus troféus e um dos seus anéis de campeão da liga. (Foto: Getty Images).

Com certeza quase todo mundo deve conhecer Shaquille O'Neal, não necessariamente só os fãs de basquete. Ele era muito mais do que só um jogador. Talvez tenha sido a estrela mais carismática que já passou pela liga. Conhecido pelas entrevistas engraçadas e irreverência, Shaq, além de atleta, já foi ator, músico, jornalista, escritor, entre outras coisas que envolvem o show-biz

Na liga, O'Neal é conhecido por ser, talvez, o jogador mais dominante a já ter segurado uma bola de basquete. No auge dos seus 2,16 m e 147 kg (de puro músculo), ninguém parava Shaq. Durante seus 19 anos de NBA, ele atuou por seis equipes diferentes (Magic, Lakers, Heat, Suns, Cavaliers e Celtics) e foi campeão da liga por quatro vezes, sendo MVP das Finais em três delas.

O que muita gente não sabe é que Shaq tem um recorde absoluto e intocável na liga. Entre 1992 e 2011, anos em que esteve ativo no basquete profissional, ele teve aproximadamente 150 companheiros de time diferentes. Um número considerável, já que um time de basquete tem cerca de 15 atletas em uma temporada.

Mas esse ainda não é o recorde.  Aí vai: desde 1984, há 35 anos, as Finais da NBA contam com pelo menos um atleta que já foi companheiro de time de O´Neal. A questão não é só ter variados jogadores jogando ao seu lado, mas também bons jogadores, que conseguem chegar longe na liga. Em 1984, quando o recorde começou, oito anos antes de Shaq entrar na NBA (vale destacar), o companheiro do Diesel que estava nas Finais da liga era Byron Scott, que jogava nos Lakers e foi parceiro de O´Neal na franquia em 1996-97.

Shaq jogou em seis times diferentes durante sua carreira, o que ajuda na manutenção desse recorde. Essa foto é uma montagem de camisas que o astro já usou com as cores do arco-íris. (Foto: Getty Images).

Na década de 1990, muitos futuros parceiros de O´Neal estiveram nas Finais. Ele mesmo levou o Orlando Magic, junto a Penny Hardaway, em 1995. Dennis Rodman, Karl Malone, Gary Payton, Robert Horry, Derek Harper, entre outros, foram muitos dos antigos e futuros parceiros do gigante que disputaram todas as Finais da década. A década de 2000 começou com o próprio Shaq comandando os Lakers para quatro finais nos primeiros cinco anos (2000-2002 e 2004). Em 2003, Brian Scalabrine, do Nets na época, foi o futuro parceiro de time de Shaq que esteve em quadra, já que eles jogaram juntos nos Celtics em 2010.

Depois disso, O´Neal chegou em mais uma Final com o Miami Heat, em 2006, e, nos anos seguintes, Kobe Bryant, ex-companheiro dele nos Lakers, chegou duas vezes com o time de Los Angeles. Na década de 2010, o companheiro de Shaq que mais esteve em Finais foi LeBron James, nove vezes. Os dois jogaram juntos no Cleveland Cavaliers, ainda na primeira passagem do Rei por lá, em 2009-10.

Até 2018, LeBron era o companheiro de Shaq que reinava e mantinha o recorde vivo, mas esse ano ele nem chegou aos playoffs. Poucas opções sobraram pra manter a inoxidável lenda de Shaq viva pelo trigésimo quinto ano consecutivo nas Finais, mas um recorde desses não se quebra fácil assim. Danny Green, ala do Toronto Raptors é um dos titulares na campanha histórica do time canadense, que já está garantido nas Finais de 2019. Green, no seu ano de rookie, em 2009-10, jogou com Shaq no Cleveland Cavaliers

Shaquille O'Neal (esquerda) e LeBron James (direita), enquanto jogavam juntos no Cleveland Cavaliers, em 2009. (Foto: USA Today).

Esse ano, assim como nos últimos 34, nós veremos um ex-companheiro do Diesel disputando o título da liga, mesmo oito anos depois dele se aposentar, assim como vimos por oito anos antes dele se profissionalizar. Com isso, escancara-se a brilhante e duradoura carreira de Shaquille O'Neal, recheada de parceiros de time de qualidade inegável. Um recorde histórico e que dificilmente será quebrado

Nenhum comentário