ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Parando o imparável: como Al Horford dominou Giannis no Jogo 1

Giannis Antetokounmpo tentando infiltração contra Al Horford no jogo um da série entre Bucks e Celtics. (Foto: Getty Images).

A série entre Bucks e Celtics já está em dois a um para o time de Milwaukee, com duas vitórias seguidas, resultados de duas ótimas atuações de Giannis Antetokounmpo, com 29 e 32 pontos respectivamente. Mas, um dos grandes assuntos da série ainda é o feito de Al Horford defendendo o grego no primeiro jogo, vencido pelos Celtics. Feito que quase ninguém conseguiu essa temporada: desacelerar Giannis. O EntreLinhas vem aqui para destrinchar como o dominicano conseguiu.

Na série anterior, contra os Pistons, após uma enterrada que resultou em cesta e falta, Giannis virou para as câmeras e se declarou "imparável". Porém, no primeiro jogo da série contra o Boston Celtics, Al Horford mostrou, quase que imediatamente, que isso não é uma verdade absoluta. Antetokounmpo tem construído sua fama nas suas investidas poderosas ao aro, dentro do garrafão, porém Horford fez um ótimo trabalho parando-o nos seus caminhos, antes que ele conseguisse se aproximar da cesta para um bom arremesso.

Toda vez que Giannis tentava uma jogada, Horford não só estava lá em frente ao aro, como se recusava a se mover, demonstrando uma combinação perfeita de velocidade e força para se tornar o objeto imóvel capaz de segurar a força monstruosa de Antetokounmpo.

Muito do que torna Al Horford valiosíssimo são suas não-glamourosas ações, sua noção tática inegável de um jogo de basquete, normalmente não notadas pelos fãs comuns. Porém, naquela noite, além de tudo, ele ainda teve um pingo de drama na sua atuação, bloqueando Giannis em três ocasiões (e duas na mesma jogada, inclusive).



O pivô dos Celtics poderia ter recuado nas investidas ofensivas e mesmo assim todos já estariam mais que satisfeitos com sua atuação, mas ainda assim ele fez 20 pontos na partida, resultados de arremessos cuidadosos e equilibrados, condizendo com o fluxo ofensivo constante do time de Boston.

Ele ainda concedeu 22 pontos a Giannis, mas não se deixe enganar. O grego só fez quatro cestas de dois pontos (muito abaixo da sua média de dez por jogo), e acertou apenas sete de 21 arremessos de quadra no total, cedendo a vitória aos Celtics, em Milwaukee, por 22 pontos de diferença. Antetokounmpo acertou três raros arremessos de três pontos, mas suas cinco tentativas de longa distância pareceram mais uma opção desesperada, já que Horford o impedia de chegar mais perto do aro.

Horford impedindo Giannis de chegar com facilidade até o aro. (Foto: USA Today).

A verdade é que Horford teve uma importância sútil naquela primeira partida. Enquanto Giannis era marcado diretamente pelo pivô dominicano, ele só conseguiu fazer dois pontos. Todos os seus outros pontos foram em jogadas de troca, bloqueios ou lances-livres. A presença de Al Horford talvez seja a que mais incomodou o grego durante toda a temporada. Dominante sempre, talvez ele tenha se desacostumado a ter um bom desafio. Para a alegria dos fãs de basquete, ainda bem que encontrou.

Destruir times na temporada regular e na primeira rodada dos playoffs são uma coisa, mas os Celtics da pós-temporada são, claramente, um animal diferente para Giannis. Ele com certeza é bom o suficiente para encontrar outras opções, como fez bem nos dois últimos dois jogos, mas nada pode ser tão demorado e tão certo em uma série de sete partidas.

Nenhum comentário