ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Vitória é humilhado pelo Fortaleza e da adeus a Copa do Nordeste

Sem enfrentar dificuldades, o Fortaleza passou por cima do Vitória no Castelão (Foto: J. L. Rosa)
No duelo entre Leões, o Fortaleza, com extrema facilidade, venceu o Vitória por 4x0, no Castelão. Os gols da equipe cearense foram marcados pelo atacante Júnior Santos na etapa inicial, enquanto Edinho e Dodô finalizaram no segundo tempo. Na semifinal, o time comandado por Rogério Ceni enfrentará o Náutico, também no Castelão.

Durante todo o jogo, o Leão baiano não conseguiu se articular na partida e é possível dizer que sequer existiu. Sem conseguir finalizar com a bola no chão e sem um padrão tático, Cláudio Tencati assistiu do banco de reservas uma atuação desastrosa do Vitória durante todos os 90 minutos.

Com um sistema defensivo extremamente lento e frágil, a recomposição defensiva do rubro-negro baiano foi um dos pontos fundamentais nessa dura derrota. No gol que abriu o placar, Júnior Santos antecipou Edcarlos sem dificuldades; já no segundo tento, Jeferson foi protagonizou um lance bisonho e pareceu uma criança tentando marcar Osvaldo. Além disso, os últimos dois gols demonstraram a lentidão defensiva do Vitória: um contra-ataque rápido e letal no terceiro, além de Victor Ramos sendo batido facilmente pelo atacante da equipe cearense no gol que sacramentou o placar. 

Já pelo setor ofensivo, o Vitória foi um deserto de ideias. Apesar da baixa qualidade técnica e a falta de entrosamento, até certo ponto é inexplicável e vergonhoso como o clube comandado por Tencati não consegue criar oportunidades. Cada atleta parece uma ilha isolada, representando o quanto esse time é descompacto e espaçado. Nos 45 minutos iniciais, nenhuma finalização. Pela etapa complementar, apenas uma em direção ao gol - finalização de Neto Baiano em uma falta de (muito) longe.

Situação alarmante da equipe rubro-negra que acumula marcas negativas na temporada. Com mais essa derrota já são 12 jogos sem vencer, pior sequência desde 1978; apenas três triunfos em 19 partidas disputadas, sem contar os 25 gols sofridos em  19 jogos. Levando em consideração as últimas 12 partidas, foram 22 gols sofridos e apenas oito marcados, com cinco derrotas e sete empates. Pela Copa do Nordeste, apesar da classificação, foram 8 jogos e nenhum resultado positivo.

Faltando apenas 15 dias para o primeiro turno das eleições, o Vitória continua despencando em um poço que não parece ter fundo e que vai ficando mais escuro a cada jogo disputado. Pelo futebol desempenhado hoje, é até difícil classificar o nível do futebol apresentado na noite desta segunda-feira (8). É, sem dúvidas, assustador o que os torcedores rubro-negros testemunham a cada partida do clube.

E mais: restando somente 18 dias para o início da Série B, principal competição do ano, Tencati precisará lidar com um time sem dinheiro e que necessita de, no mínimo, 11 contratações para ter um desempenho minimamente aceitável no campeonato. Uma limpa nesse elenco, montado de forma equivocada, se faz cada vez mais necessária. 

Confiram os melhores momentos:




Semifinais

No último sábado (6), Santa Cruz e CRB empataram por 1x1 e na disputa de pênaltis, o tricolor pernambucano levou a melhor. Os alagoanos abriram o placar aos 42 minutos com Willian Barbio, mas viram o time coral empatar seis minutos depois com William Alves. Com a bola na marca da cal, o jovem goleiro Anderson defendeu a cobrança decisiva de Mailson e classificou o Santa.

Ainda no mesmo dia, o Náutico venceu o Ceará por 0x2, em pleno Castelão. O primeiro gol da partida foi marcado aos 30 minutos da etapa final em uma infelicidade do zagueiro Valdo, que fez gol contra. Já o tento que sacramentou o placar saiu dos pés do atacante Thiago, aos 44 minutos. O jogo garantiu os alvirrubros entre os quatro melhores após 17 anos e deu sequência ao momento histórico da equipe comandada pelo técnico Márcio Goiano, que chegou há 18 jogos de invencibilidade no ano.

O adversário do Timbu será o Botafogo-PB. O clube paraibano, único invicto do Nordestão, bateu o CSA por 3x1, dentro do Almeidão. Após bom desempenho no primeiro tempo, o Belo teve um retorno fulminante do intervalo e abriu 2x0 com apenas sete minutos: Clayton, aos quatro, e Nando aos sete minutos, foram os responsáveis pela vantagem alvinegra na partida. O azulão diminuiu aos 19 minutos com o atacante Robinho, mas viram o Botafogo dar números finais a partida com Dico, aos 41 minutos.

O confronto entre Náutico e Botafogo-PB acontecerá na Paraíba, devido a melhor campanha da equipe alvinegra, também com jogo único.

Nenhum comentário