ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Série B: Equipes do Centro-Oeste e do Nordeste

O Sport conquistou o 42º título do Campeonato Pernambucano (Foto: Anderson Stevens/ Sport)

Nordeste

CRB: Sem conseguir resultados, o time alvirrubro inicia a caminhada na Série B com um desempenho bastante irregular. Apesar da saída do técnico Roberto Fernandes e do insucesso nas competições disputadas, o CRB deu trabalho nos três torneios disputados nesse primeiro semestre: Campeonato Alagoano, Copa do Brasil e Nordestão.

O Galo foi vice-campeão estadual, perdendo a final nos pênaltis e foi eliminado na Copa do Brasil pelo Bahia, dentro da Fonte Nova, sofrendo o gol aos 54 minutos do segundo tempo. Assim como no Nordestão, quando o time sofreu o gol de empate do Santa Cruz, no Arruda, aos 49 da etapa final e depois perdeu na disputa de pênaltis.
Campanha no ano: nove vitórias, nove empates e seis derrotas

Sport: Sem participar da Copa do Nordeste, o Sport teve um início de ano conturbado e chega para Série B sem brilhar na temporada. Apesar de conseguir algumas vitórias no início do estadual, a dura eliminação na fase inicial da Copa do Brasil, para o Tombense, por 3x0, e a seguinte derrota no clássico para o Santa Cruz,  pelo placar mínimo, foram o suficiente para que o técnico Milton Cruz pedisse demissão.

Depois da mudança na comissão técnica e com a chegada de Guto Ferreira, o Leão da Ilha não voltou a perder e mesmo sem brilho, conquistou o título estadual contra o Náutico, nos pênaltis.
Campanha no ano: 15 jogos, 10 vitórias, zero empates e cinco derrotas

Vitória: Após campanhas vexatórias em todas as competições do primeiro semestre, o Vitória inicia desacreditado a disputa pelo acesso. Sem vencer desde fevereiro, o Leão da Barra foi eliminado na fase de grupos do Baianão e também amargou uma precoce desclassificação na Copa do Brasil, quando saiu ainda na primeira fase, para o Moto Club.

Já no Nordestão, a equipe se classificou para as quartas de finais sem vencer sequer uma partida, mas foi despachado pelo Fortaleza com direito a um incontestável 4x0, no Castelão. Além disso, o processo político da instituição, com direito a antecipação de eleições presidenciais, vem influenciando diretamente na organização do clube, dentro e fora de campo.
Campanha no ano: três vitórias, 11 empates e cinco derrotas

Centro-Oeste
Atlético voltou a ser campeão goiano pela 14ª vez (Foto: Atlético-GO/ Divulgação)
Atlético-GO: O Dragão é um dos clubes que mais chegam com moral para disputar a Série B. Após a segunda melhor campanha na primeira fase do estadual, a equipe rubro-negra passou pelo Anapolina e pelo Vila Nova, antes de bater por 4x0, no agregado, o Goiás na final. 

Já pelo mata-mata nacional, apesar de um bom desempenho nos dois jogos e de vencer o jogo de ida por 1x0, o Atlético foi eliminado pelo Santos na terceira fase da Copa do Brasil, perdendo por 3x0 na Vila Belmiro. Antes de enfrentar o time alvinegro, o Dragão passou por Brusque e Atlético Cearense, na primeira e na segunda fase, respectivamente.
Campanha no ano: 16 vitórias, três empates e três derrotas 

Cuiabá: Com o título do campeonato mato-grossense, desta vez de forma invicta, o Dourado busca surpreender na Série B. O troféu levantado no estadual foi o nono da história do time, que foi fundado em 2001, e o terceiro de forma consecutiva, consolidando a hegemonia do Cuiabá no Estado, que visa vôos mais altos e pretende brigar pelo acesso no torneio nacional.

Nessa temporada, o grande reforço do Cuiabá foi o argentino Escudero, velho conhecido dos torcedores do Vitória. Na Copa do Brasil, a equipe passou pelo Ypiranga-AP na primeira partida e foi eliminada pelo Botafogo, no Estádio Nilton Santos, na segunda rodada.
Campanha no ano: 13 vitórias, três empates e uma derrota

Vila Nova: Sem uma grande campanha no Campeonato Goiano, o time alvirrubro chega para disputar a segunda divisão com desconfiança. O Tigre foi apenas o quarto melhor time na fase de grupos do estadual e foi eliminado da competição pelo rival Atlético-GO. Além disso, o Vila encerrou a campanha no campeonato sem vencer nenhum clássico: em quatro jogos foram uma derrota para o Goiás, além de um empate, assim como nos duelos contra o Dragão, quando também perdeu uma partida e empatou a outra.

Em contrapartida, na Copa do Brasil a equipe alvirrubra já desbancou o Manaus, o URT e por último o Bragantino-PA. Já pela quarta fase, o Vila Nova terá pela frente o Juventude.
Campanha no ano: oito vitórias, seis empates e cinco derrotas

Confiram também as novidades para a Série B, além do Guia dos clubes que disputarão a competição por região, além do Centro-Oeste/ Nordeste:

Nenhum comentário