ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Como chegam as equipes: Série A / Nordeste e Centro-Oeste

Nordeste:


jogadores comemoram o bicampeonato baiano. Foto: Felipe Oliveira/ EC Bahia

BAHIA: Campeão do Campeonato Baiano, o Esporte Clube Bahia não chega com tanta moral de campeão assim. O Tricolor carrega, já no ano de 2019, duas eliminações vexatórias: Eliminado na primeira fase da Copa Sul-Americana e na Copa do Nordeste, ambas competições em que o Esquadrão tinha grandes expectativas. 

O representante da Bahia na Série A, o clube acumula em 2019: 10 empates, 13 triunfos, 5 derrotas, 1 troca de treinador (Enderson foi demitido e deu lugar a Roger Machado), 2 eliminações, 1 título e avanços na Copa do Brasil. O Tricolor chega com boas expectativas para o Brasileirão.

Roger principal reforço do Vozão para a temporada 2019.Foto: Felipe Santos/cearasc.com 

CEARÁ: Remanescente na Série A, o Vozão começou bem o ano de 2019 conquistando a melhor campanha da fase de grupos da Copa do Nordeste, chegando a final do campeonato estadual e avançando a 3 fase da Copa do Brasil. Dai em diante a coisa desandou, o clube caiu na terceira fase pro Corinthians, foi eliminado dentro de casa pelo Náutico na Copa do Nordeste por 2x0 e perdeu os dois jogos da final para o seu principal rival, o Fortaleza.

A equipe cearense acumula em 2019, 11 vitorias, 6 empates, 4 derrotas e recentemente uma troca no comando do clube: Lisca foi demitido e deu lugar a Enderson Moreira, técnico demitido pelo Bahia. Perdeu o título cearense, eliminado na Copa do Brasil e na Copa do Nordeste. O Vozão não chega bem para a disputa do Brasileirão. Primeiro jogo será contra o CSA dentro de casa.

CSA bicampeão alagoano. Foto: Ailton Cruz/ Gazeta de Alagoas

CSA: Campeão do Campeonato Alagoano, o CSA chega  ao Brasileirão com uma eliminação nas quartas de final da Copa do Nordeste para o Botafogo-PB por 3x1 fora de casa e uma eliminação vexatória na Copa do Brasil diante do Mixto.

 O clube acumula em 2019, 10 vitorias, 7 empates e 4 derrotas, além do título do Campeonato Alagoano, jogando  a final contra seu principal rival, o CRB, e vencendo nos pênaltis por 4x2. O representante do estado na Série A chega ao campeonato pensando em se manter na competição. Primeiro jogo será contra o Ceara fora de casa.


Rogerio Ceni após a conquista do Campeonato Cearense. Foto: Leonardo Moreira/ Fortaleza EC

FORTAEZA: Campeão do Campeonato Cearense, o tricolor chega ao Brasileirão após conquistar o primeiro título nacional de sua historia, a Série B de 2018. Com a melhor campanha de seu grupo na e em lua de mel com seu treinador, Rogério Ceni, o clube enfrentara o Santa Cruz na semifinal da Copa do Nordeste. Por ter sido campeão da Série B 2018 só entra na Copa do Brasil nas oitavas.

A equipe acumula em 2019, 11 vitórias, 6 empates, 3 derrotas e o titulo de campeão cearense. Chega a Série A com a expectativa de  se manter e buscar uma vaga na Sul-Americana. Na sua primeira partida enfrenta o campeão da primeira divisão de 2018, o Palmeiras, fora de casa.


Centro-Oeste:

Claudinei Oliveira é o novo técnico do Goiás (Foto: Reprodução/Twitter)

GOIÁS: Único representante do Centro-Oeste na Série A, a equipe vem de um excelente começo de temporada que teve uma discrepância nas partidas decisivas, o que culminou na demissão do treinador Barbieri e a contratação de Claudinei Oliveira. O clube perdeu as duas partidas da final do Campeonato Goiano para um dos seus principais rivais, o Atlético, além de ser eliminado ainda na segunda fase da Copa do Brasil, perdendo nos pênaltis para a equipe do CRB, após o empate por 1x1 no tempo normal.

O Goiás acumula em 2019, 14 vitorias, 2 empates e 4 derrotas (3 para um dos seus principais adversários, o Atlético), além da eliminação na Copa do Brasil e a derrota na final do estadual. Chega ao Brasileiro com a expectativa de permanecer na Série A, terá sua primeira partida contra o Fluminense fora de casa.

Nenhum comentário