ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Bahia enfrenta o Corinthians e busca afastar o histórico ruim em estreias na Série A

Tiago fez o primeiro gol do Bahia no triunfo sobre o Athletico Paranaense por 6x2 (Foto: Felipe Oliveira/ EC Bahia)

Na estreia pelo Campeonato Brasileiro, o Esquadrão encara o Corinthians, hoje, domingo (28), às 16h (de Brasília), na Fonte Nova. Na partida de logo mais, o Bahia busca apagar o recente desempenho ruim na primeira rodada do Brasileirão: além do 6x2 contra o Athletico Paranaense, em 2017, a última vitória Tricolor foi em 2002, contra o Gama - apenas um triunfo nas últimas sete edições.

Em 2003, último ano da equipe na Série A antes do longo período fora da elite, o Bahia empatou com o Fortaleza por 0x0, no Castelão. No retorno a primeira divisão, em 2011, o América-MG bateu o time baiano por 2x1, no Independência. Já em 2012, jogando em Pituaçu, o Esquadrão não passou de um empate sem gols contra o Santos.

No ano seguinte, 2013, outra derrota, dessa vez para o Criciúma, por 3x1, em Santa Catarina. Seguindo o desempenho ruim em estreias pelo Brasileirão, em 2014, o resultado  mais um revés, desta vez contra o Cruzeiro, por 1x2, dentro da Fonte Nova - desde o acesso em 2010, essa foi a primeira temporada em que a equipe Tricolor voltou a ser rebaixada. Por fim, na edição do ano passado, mais um resultado negativo: 2x0 para o Internacional, no Beira-Rio.

Histórico

Nas duas últimas visitas do time paulista a Fonte Nova, o Timão voltou para São Paulo com duas derrotas. Em 2017, Régis e Vinícius fizeram os gols do Esquadrão, enquanto o lateral Mena marcou o único tento do triunfo em 2018. Desde a unificação do Brasileirão, em 1968, foram 47 confrontos: 22 vitórias do Corinthians, 12 triunfos do Bahia, além de 13 empates.

Escalações

Bahia: Anderson; Nino Paraíba, Ernando, Lucas Fonseca e Moisés; Gregore, Elton e Ramires; Arthur Caíke, Arthur Victor e Gilberto; Técnico: Roger Machado

Corinthians: Cássio; Fagner, Manoel, Pedro Henrique e Carlos Augusto; Ralf, Ramiro e Sornoza; Pedrinho, Clayson e Boselli; Técnico: Fábio Carille

Nenhum comentário