ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Velho conhecido na Toca

Escudero retorna ao clube após três temporadas (Foto: Felipe Oliveira / Ag. Estado)

Damián Escudero está de volta ao Vitória. O meio-campista, que teve uma passagem de sucesso no clube entre 2013 e 2015, vai iniciar uma pré-temporada na Toca do Leão  antes de assinar em definitivo com a equipe. Atualmente com 31 anos, Escudero estava sem clube desde o início de 2018, quando rescindiu com o Vasco devido a atrasos no recolhimento de FGTS.

Segundo o presidente Ricardo David, em entrevista dada ao site Arena Rubro-Negra, o jogador não trará custos ao Leão e sua permanência dependerá do aval de Marcelo Chamusca, juntamente com a sua comissão técnica.

Após sair do Leão, o argentino se transferiu para o Puebla, mas assim como na equipe Cruz-Maltina, não teve destaque. Pelo alvinegro carioca foram 20 jogos e apenas um gol. Já pelo time mexicano, balançou as redes apenas três vezes em 32 oportunidades.

Em 2013, sua primeira temporada pelo clube, Escudero viveu a sua melhor temporada pelo time rubro-negro. Além de participar dos dois Ba-Vis históricos e posteriormente conquistar o Baianão, o argentino foi um dos principais nomes na memorável campanha do Vitória na Série A, quando a equipe conseguiu a quinta colocação - melhor participação de um clube nordestino no atual modelo do Brasileirão.

Em contrapartida, o ano de 2014 foi para se esquecer: com uma lesão no ligamento cruzado do joelho, o atleta precisou passar por cirurgia e perdeu grande parte da temporada. No ano seguinte, o último de sua passagem, o meia foi o principal jogador no retorno do Leão à Série A. Ao todo, foram 91 partidas com a camisa do Vitória e 18 tentos.

Invencibilidade

Outra marca que eleva o patamar de Escudero com os torcedores rubro-negros é referente aos Ba-Vis. Em oito confrontos com o Bahia, o meia argentino ainda não perdeu: foram cinco vitórias e três empates, além de três gols marcados.

Confiram os números de Escudero com a camisa do Vitória:

2013: 35 jogos e 5 cinco gols
- 27 jogos e dois gols (Série A);
- Três jogos e um gol (Campeonato Baiano);
Três jogos e um gol (Copa do Brasil);
- Dois jogos e um gol (Copa do Nordeste);

2014: 15 jogos e nenhum gol
- 10 jogos e nenhum gol (Série A);
- Cinco jogos e nenhum gol (Copa do Nordeste);

2015: 41 jogos e 13 gols
- 27 jogos e 11 gols (Série B);
- Quatro jogos e nenhum gol (Campeonato Baiano);
- Três jogos e dois gols (Copa do Brasil);
- Sete jogos e nenhum gol (Copa do Nordeste)

Nenhum comentário