ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Presidente do Flamengo esclarece dúvidas sobre o incêndio no Ninho do Urubu



Foto: Igor Siqueira

Em coletiva deste domingo (24), o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, esclareceu dúvidas de jornalistas sobre o incêndio no alojamento do clube que matou dez meninos e deixou três feridos, na sexta-feira (08). 

Sobre o Ninho do Urubu continuar aberto mesmo após multas, Landim afirma: "Não tínhamos conhecimento disso. A última multa que tinha feito pela Prefeitura ao Flamengo havia sido no ano passado. Ao longo tempo foi falado em 31 multas, que é um número cabalístico. Conseguimos identificar 23 e 12 foram aplicadas após o acidente".

Rodoldo Landim também falou sobre o ex-presidente do clube, Bandeira de Mello. O atual gestor afirma que toda ajuda da antiga administração é bem vinda.

NEGOCIAÇÃO


Ao ser questionado sobre o andamento do processo, Rodolfo Landim afirma que tenta resolver a situação o mais rápido possível, e que cada família tem uma situação distinta. Ele compreende que uma vida não deve ser precificada, mas sim indenizar a dor.

Álvaro Piquet, advogado do clube, afirma: Eu posso dizer que as informações públicas não são a exata realidade do que aconteceu. Desde o início o Flamengo propôs valores diferenciados para cada família. Nós queríamos contemplar irmãos e avós. Temos que ter responsabilidade. Não vamos confirmar. Uma família pode querer que o Flamengo pague os estudos de um irmão, por exemplo. O clube está disposto. Se a gente ficar discutindo é banalizar. A preocupação do clube é essa".


INCÊNDIO NO ALOJAMENTO


(Reginaldo Pimenta/Raw Image/Folhapress)


Na sexta-feira (08), o alojamento da base do Flamengo pegou fogo deixando dez mortos e três feridos. Mesmo sem alvará e com multas, o clube permaneceu com atividades no CT.  

No FLAXFLU, os dois clubes cariocas prestaram homenagem às vítimas fatais do incêndio. O Flamengo afirma que está tentando resolver a situação da forma mais rápida possível. 

Nenhum comentário