ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Bicampeonato tricolor completa 30 anos


Esquadrão campeão de 1988 (Foto: http://cassiozirpoli.com.br)


O dia 19 de fevereiro do ano de 1989 tornou-se histórico para o Esporte Clube Bahia. Esta data marca a conquista do bicampeonato brasileiro em cima do Sport Club Internacional.

A campanha

O Bahia fez um campeonato quase irretocável naquele ano, foram 13 triunfos, 11 empates e apenas 5 derrotas. Confira a seguir todos os jogos e resultados da campanha tricolor.


Primeira fase:
  • 02/09 - Bahia 1 x 1 Bangu (Bahia 6 x 5 nos pênaltis) - Fonte Nova
  • 07/09 - Bahia 1 x 0 Vitória - Fonte Nova
  • 10/09 - Fluminense 3 x 0 Bahia – Maracanã
  • 18/09 - Bahia 1 x 0 Flamengo - Fonte Nova
  • 25/09 - Goiás 2 x 2 Bahia (Goiás 2 x 0 nos pênaltis) - Serra Dourada
  • 02/10 - Atlético-MG 1 x 1 Bahia (Atlético-MG 4 x 1 nos pênaltis) – Mineirão
  • 09/10 - Bahia 1 x 1 Sport (Bahia 5 x 4 nos pênaltis) - Fonte Nova
  • 16/10 - Bahia 2 x 0 Atlético-PR - Fonte Nova
  • 22/10 - São Paulo 0 x 2 Bahia - Morumbi
  • 30/10 - Bahia 1 x 0 Palmeiras - Fonte Nova
  • 06/11 - Internacional 3 x 0 Bahia – Beira-Rio
  • 09/11 - Portuguesa 0 x 0 Bahia (Bahia 5 x 4 nos pênaltis) - Canindé


Segunda fase:
  • 13/11 - Bahia 2 x 1 Cruzeiro - Fonte Nova
  • 16/11 - Vasco 0 x 0 Bahia (Vasco 5 x 3 nos pênaltis) - São Januário
  • 20/11 - Guarani 0 x 0 Bahia (Bahia 4 x 3 nos pênaltis) - Brinco de Ouro
  • 24/11 - Bahia 0 x 1 Botafogo - Fonte Nova
  • 27/11 - Bahia 2 x 0 Corinthians - Fonte Nova
  • 01/12 - Criciúma 0 x 1 Bahia - Heriberto Hulse
  • 04/12 - Coritiba 2 x 0 Bahia - Couto Pereira
  • 08/12 - Bahia 5 x 1 Santos - Fonte Nova
  • 11/12 - Bahia 3 x 1 Grêmio - Fonte Nova
  • 15/12 - Santa Cruz 2 x 1 Bahia – Arruda
  • 18/12 - Bahia 2 x 1 América - Fonte Nova
Quartas-de-final:
  • 29/01 - Sport 1 x 1 Bahia - Ilha do Retiro
  • 01/02 - Bahia 0 x 0 Sport - Fonte Nova
Semifinais:
  • 09/02 - Fluminense 0 x 0 Bahia – Maracanã
  • 12/02 - Bahia 2 x 1 Fluminense - Fonte Nova
Final:
  • 15/02 - Bahia 2 x 1 Internacional - Fonte Nova
  • 19/02 - Internacional 0 x 0 Bahia - Beira-Rio

Tricolores campeões de 1988. Em destaque, Zé Carlos. (Foto: torcedores.com)


Final em detalhes
1° Jogo


BAHIA 2 x 1 INTERNACIONAL
Data: 15/fevereiro/1989 - Local: Fonte Nova (Salvador-BA)
Juiz: Romualdo Arppi Filho (SP)
Público: 90.508
Cartão Amarelo: Claudir e Edinho
Expulsão: Nenê 38' do 2° tempo
Gols: Leomir 19 e Bobô 36 do 1° tempo; Bobô 5 do 2° tempo.


BAHIA: Ronaldo, Tarantini, João Marcelo, Claudir e Edinho; Paulo Rodrigues, Zé Carlos e Bobô; Osmar, Charles (Sandro) e Marquinhos. Técnico: Evaristo de Macedo.

INTERNACIONAL: Taffarel, Luiz Carlos Winck (Diego Aguirre), Aguirregaray, Nenê e João Luís; Norberto, Luís Carlos Martins e Leomir; Maurício (Hêider), Nílson e Edu Lima. Técnico: Abel Braga. 


2° Jogo

INTERNACIONAL 0 x 0 BAHIA
Data: 19/fevereiro/1989 - Local: Beira Rio (Porto Alegre-RS)
Juiz: Dulcídio Wanderley Boschilia (SP)
Público: 79.598 espectadores
Cartão Amarelo: Norberto, João Marcelo e Gil


INTERNACIONAL: Taffarel, Luís Carlos Winck, Norton, Aguirregaray e Casemiro; Norberto, Luís Fernando e Luís Carlos Martins; Maurício (Hêider), Nílson e Edu Lima (Diego Aguirre). Técnico: Abel Braga.

BAHIA: Ronaldo, Tarantini, João Marcelo, Claudir (Newmar) e Paulo Róbson; Paulo Rodrigues, Gil Sergipano, Zé Carlos e Bobô (Osmar); Charles e Marquinhos. Técnico: Evaristo de Macedo.


Bobô, maestro tricolor na campanha de 1988 (Foto: Imortais do Futebol)

Elenco campeão

Goleiros: Ronaldo, Sidmar e Rogério
Laterais: Tarantini, Maílson e Edinho
Zagueiros: João Marcelo, Claudir, Pereira e Newmar
Meias: Paulo Rodrigues, Gil, Bobô, Sales e Zé Carlos
Atacantes: Renato, Osmar, Charles, Marquinhos, Dico e Sandro
Técnico: Evaristo de Macedo
Presidente: Paulo Maracajá

Fórmula de disputa

Participaram daquele campeonato 24 clubes, divididos em dois grupos com 12 equipes cada.

Primeira fase: Os times de um grupo enfrentaram os clubes do outro grupo no primeiro turno desta fase, totalizando 12 jogos. Já no segundo turno, os jogos foram contra os clubes do mesmo grupo, totalizando 11 jogos.

Fase final (quartas de final, semifinais e final): Oito clubes classificaram-se para esta fase. Em jogos de ida e volta, sendo o segundo confronto disputado na casa do time de melhor campanha na fase anterior. Em caso de empate na soma dos dois placares, eram jogados 30 minutos de prorrogação. Persistindo o empate após a prorrogação, a classificação ficava com o time de melhor campanha. A regra das penalidades máximas não fez parte desta edição do campeonato.

Bahia x Fluminense, maior público da Fonte Nova. (Foto: Imortais do Futebol)

Curiosidades

  • A final da edição de 1988, foi disputada em 1989. Atualmente, acostumados a temporada no futebol brasileiro ser disputada de janeiro a dezembro, é estranho imaginar que uma competição pudesse ser decidida na temporada seguinte. Mas, isso aconteceu não apenas em 1988/89, mas em outras três oportunidades, 1986, 1987 e 2000. O motivo foi a desorganização dos dirigentes que cuidavam do futebol brasileiro.
  • De 1971 até aquela edição, o Bahia jamais havia vencido o Internacional. O primeiro triunfo foi justamente no primeiro jogo da final, na Fonte Nova.
  • A semifinal Bahia x Fluminense registrou o maior público da história do estádio Fonte Nova. Estiveram nas arquibancadas 110.438 torcedores. Inclusive, o tricolor terminou a competição com a maior média de público, 35.537 torcedores por jogo.
  • Três jogadores daquela campanha foram convocados para a Seleção Brasileira. Foram eles Zé Carlos, Charles e Bobô.
  • Evaristo de Macedo, responsável por comandar o time campeão, foi técnico do Bahia em oito oportunidades, entre 1970 e 2003. As maiores conquistas foram o Campeonato Brasileiro em questão (1988) e a Copa do Nordeste em 2001.

2 comentários: