ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Para se desesperar


Semblante do jovem Léo Ceará representa bem a fase do Leão (Foto: Tiago Caldas)

Faltam apenas três rodadas para o fim de mais uma edição do campeonato brasileiro, a décima sexta no sistema de pontos corridos, e a situação do Vitória é praticamente irreversível.

Apesar da pontuação gerar esperanças, o desempenho dentro das quatro linhas desestimula qualquer expectativa de melhora da equipe – são seis jogos sem um triunfo e o pior momento dentro do campeonato, na fase derradeira da competição. Além disso, a sequência nas próximas três rodadas não anima nem o mais otimista torcedor do Leão: Cruzeiro no Mineirão, Grêmio em Salvador e o Palmeiras no Allianz Parque, três clubes que estarão na próxima edição da Libertadores.

Contra a equipe celeste, o Vitória vive um jejum de 10 partidas sem vencer, sendo quatro empates e seis derrotas. O último triunfo ocorreu em 2010, quando o atacante Junior “diabo loiro” decidiu o confronto que terminou em 1x0. A partida ocorreu no Ipatingão.


Já contra o tricolor gaúcho, o histórico do confronto se destaca por um equilíbrio presente nas 40 partidas disputada pelos dois clubes: foram 12 triunfos baianos, 19 vitórias do Grêmio, além de 9 empates. Dos últimos quatro confrontos, a equipe do Sul não sofreu derrotas, foram três resultados positivos e um empate – o último triunfo do Leão foi em 2016, quando Kieza e Diego Renan decidiram a partida na Arena do Grêmio que terminou 1x2.



Por fim, o histórico contra o Palmeiras é ainda mais desesperador: a equipe rubro-negra jamais venceu os paulistas atuando como visitante no Brasileirão. Em 16 jogos, foram 11 derrotas e apenas cinco empates – o único resultado positivo do Leão em São Paulo foi em 2003, quando goleou o time alviverde por 2x7, um resultado histórico para o Leão.



Nenhum comentário